Coaching, empreendedorismo

Talentos de grandes empreendedores

Grandes empreendedores são aqueles que tem intuição, amor, energia e determinação para superar obstáculos. Há vários itens que devem ser investidos para que o negócio cresça, independente da vertente da empresa e do tipo de empreendedor.

Empreendedor

É necessário ter sempre claro quem é o cliente do seu produto ou serviço, entender as suas necessidades, prioridades, hábitos de consumo e demanda. Faça previamente também uma estimação de dados do mercado em que você pensa em integrar, como está crescendo, qual é o seu tamanho e quanto de dinheiro ele vem circulando.

Analise atuais concorrentes, como é o atendimento e quais oportunidades estão abertas. Defina ou atualize seu modelo de negócio, considerando diferenciais difíceis de serem construídos ou copiados.

É preciso valorizar os colaboradores, investir para que haja um bom entrosamento entre os funcionários da empresa, deixando claro metas, buscando sempre atingir resultados. Entender valores, tamanhos e a importância de um líder. É também importante um sistema de gestão orientado a resultados.

Deve-se estruturar metas a serem atingidas e entender que os desafios são uma forma de aprendizado. Recrutar profissionais de alto potencial aumenta a produtividade e estimula a equipe a melhorar cada vez mais. Um bom líder equilibra os interesses entre família, sócios e executivos em prol do crescimento do negócio.

Anúncios
Uncategorized

Anatomia de capas de revistas e a importância do design

 

O ditado é famoso: não julgue o livro pela capa.  Mas no caso de revistas, esse ditado não se aplica.

capa-1

A capa de uma revista é criada com o propósito de ter uma identidade única para uma variedade eclética de matérias, anúncios, artigos e editoriais daquela edição.

Uma boa capa de revista é um belo desafio para designers, pois ela precisa manter um padrão gráfico (para ser reconhecida logo de cara pelo leitor) e, ao mesmo tempo, estar sempre em constante mudança (para que seja fácil identificar a mudança de edição).

A seguir, vamos desvendar algumas formulas gráficas e anatomias de capas de revistas!

  1. Nome da revista + celebridade + cor de fundo

Esse é o formato gráfico e a fórmula mais comum para a grande maioria das revistas. O nome da revista encontra-se sempre no topo da publicação, a cor de fundo muda conforme edição e para criar identificação com o leitor, adiciona-se uma grande foto de alguma celebridade.

capa2

  1. Ilustrações e mascotes

Antes das fotografias, as capas das revistas eram essencialmente feitas de ilustrações. Algumas publicações exibiam cenas do cotidiano, outras criaram mascotes para suas edições. Alguns deles persistem até hoje, como é o caso da revista The New Yorker.

capa3

A Vogue Inglesa tinha uma mascote chamada Mr. Exeter, com uma coluna de etiqueta que dava conselhos para as leitoras se tornarem damas elegantes.

capa4

  Continue lendo “Anatomia de capas de revistas e a importância do design”

comunicação, educação, marketing

Desafios da carreira de Marketing começam na escolha da graduação

Sem dúvida para mim este é um tema relevante, que deveria ser mais estudado. Como reflexão, gostei bastante do texto abaixo da Mundo do Marketing.

Sem muitas opções de bacharelado específicas para a área, estudantes optam por cursos de graduação em administração, publicidade e propaganda e até design, além de tecnólogo

Além de canalizar esforços para vender produtos e serviços, o papel do profissional de Marketing nas companhias é, mais do que nunca, o de satisfazer, engajar e encantar o consumidor. E, para isso, as pessoas que atuam nesta área contam com ferramentas de precificação, comunicação, distribuição, criação e desenvolvimento de ofertas. As habilidades requisitadas daqueles que escolheram a carreira remetem a diversas áreas de conhecimento, o que acaba por multiplicar os caminhos possíveis de serem percorridos para se conquistar uma vaga no departamento de uma empresa.

Existem poucas opções de cursos de bacharelado em Marketing, como os oferecidos pela USP, em São Paulo, pela Unifacs, em Salvador, pela Universidade Católica de Petrópolis (UCP), em Petrópolis (RJ) e pela Universidade Cândido Mendes, no Rio de Janeiro. O mercado opta por mesclar profissionais oriundos de diferentes campos para atuarem em uma atividade que exige competências variadas. A maioria das pessoas que se interessam pela área conclui a graduação em administração, em publicidade e propaganda, ou mesmo se forma como tecnólogo em Marketing. A escolha deve ser feita tendo como base o objetivo do aluno a médio e longo prazo.

Cada um dos percursos abrirá mais facilmente determinadas portas. “Quem deseja trabalhar em agência precisa ter um perfil muito forte de criação e optar pelo bacharelado em comunicação com ênfase em publicidade e propaganda. Outra possibilidade é entrar em um curso de administração, que abre um campo amplo e a oportunidade para uma especialização em Marketing. Esse aluno tenderá a se tornar um gestor na área, trabalhando com o desenvolvimento do produto ou serviço, do preço e da distribuição no ponto de venda”, afirma Marcelo Guedes, Chefe do Departamento de Marketing da ESPM-Rio, em entrevista ao Mundo do Marketing.

Design em alta
O mercado vem absorvendo também alguns profissionais formados em Design, quando há uma especialização na área de desenvolvimento de produto. São valorizadas suas habilidades criativas e sua sensibilidade para tendências no mercado e mudanças no comportamento do consumidor. Eles costumam perceber esses movimentos com mais facilidade por estarem sempre atentos ao mundo das artes.

Continue lendo “Desafios da carreira de Marketing começam na escolha da graduação”

Campanha, Geração Z, marketing, Memes, Mkt educacional

Todo cuidado é pouco nas redes sociais

meme-escolaaaO amadorismo e a falta de monitoramento das redes sociais podem resultar nesta infeliz imagem.

O último meme do momento, é o de uma ação divulgada ontem, 22.01, no Facebook por uma Escola mineira que “confundiu” um iPad com um iMac. Inverteram o equipamento a fim de  passá-lo como um tablet da Apple. Como assim? Sim, esta imagem acima foi postada no perfil oficial da Escola ao lançar um novo produto, o de cursos de idiomas.

Imediatamente centenas de imagens foram postadas nos comentários com imagens engraçadas, chamando a atenção que um computador não poderia ter sido utilizado como um tablet em uma campanha publicitária. Esta imagem viralizou e transformou-se em meme. Infelizmente o post ficou exposto muito tempo no Facebook, talvez subestimaram demais a criatividade dos seus seguidores e também a velocidade da viralização da rede. Além disso, parece que não possuíam alguém ou alguma agência responsável pelo monitoramento do perfil, pois o post foi apagado muito tempo depois, o que permitiu maior viralização na internet.

meme-escola4

Tive a oportunidade de ler os comentários…. foram centenas de memes, alguns com imagens impróprias e pesadas. Usaram artistas como a cantora Anitta, super-heróis e muitas outras imagens.

Produção, acompanhamento das atividades das agências de publicidade e de web precisam ser contempladas no planejamento do Marketing Educacional. O profissional de Marketing e responsáveis por Escolas que aceitam tudo que uma agência ou outro prestador de serviço sugere, esta fadado a constrangimentos como este. Vivemos na era do “compartilhamento”, do grande “valor da imagem”, do “marketing digital”, não podemos expor pessoas, marcas e famílias desta maneira.

Triste ver duas jovens expostas a isso, porque sabemos que por trás deste episódio está claro que a Escola não é cercada de profissionais atentos.

Já pensaram na marca e a imagem desta Escola agora? Talvez o nome seja conhecido, mais do que esperavam com a campanha de divulgação, mas a que preço e de que maneira? Será que vão reverter o negativo em positivo em relação à marca?

E as alunas? Como será que a família destas alunas reagiram a isso tudo?

meme-escola5

Sabemos que nem todas as Escolas podem contar com uma estrutura completa de Marketing, mas hoje em dia, diversas opções como consultorias, a própria internet e banco de imagens gratuitos estão a um click de nós. Claro que não se compara com o trabalho de um profissional da área, e tenho aqui que defender a classe, pois além de planejar, digo sempre, que somos responsáveis até o fim, até a hora de finalizar os relatórios de cada ação, incluindo aplicações e retiradas de materiais, mas a pergunta que me vem a cabeça é: será que o investimento é realmente caro ou impossível de ser praticado pelas Escolas? Fica minha sugestão de reflexão.

Em respeito às pessoas, inseri imagens com o rosto coberto, na tentativa de não expor ainda mais suas imagens. Meu intuito com este texto foi o de refletir sobre o cuidado que, como profissionais de Marketing e que os profissionais deste segmento tão maravilhosos, que é o educacional, têm que ter.

Procurar ajuda, pesquisar e cercar-se de profissionais ao lançarmos uma campanha na internet faz parte da imagem que qualquer empresa quer ter no mercado. Todo cuidado é pouco!

branding, Campanha, empreendedorismo, eventos, marketing

Mais de R$1 bilhão de investimento na marca – Rock in Rio comemora 30 anos

Em 2015, o Rock in Rio celebra 30 anos de história. Ao longo de suas três décadas de existência, o festival acumulou números grandiosos, com mais de R$ 1 bilhão de investimento na marca. Até hoje, 14 edições do festival aconteceram em diversos lugares. Para este ano, a produção prepara mais duas: em Las Vegas (maio) e no Rio de Janeiro (setembro).

Durante todos esses anos, além do alto investimento na marca, R$ 55 milhões foram destinados a projetos socioambientais. O Rock in Rio também movimentou a economia dos lugares onde passou: foram gerados mais de 148 mil empregos para que todas as edições acontecessem.

Na Espanha, o festival é top of mind, ultrapassando a Fórmula 1, segundo informa a equipe de comunicação do festival. Na edição de 2013, o Rock in Rio trouxe 46% do público de fora do estado do Rio. O impacto econômico da edição de dois anos atrás para a capital fluminense, divulgado pela Riotur, foi de R$ 1 bilhão, sendo que ocupação hoteleira ficou perto dos 90% no período.

A primeira edição do Rock in Rio aconteceu em 1985. Diversos cantores nacionais e internacionais subiram ao palco durante os dez dias de programação, como Queen, AC/DC, Rod Stewart, Yes, Ozzy Osbourne, Iron Maiden, Gilberto Gil, Ney Matogrosso, Rita Lee, Paralamas do Sucesso, Blitz, Kid Abelha e Barão Vermelho.

rockinrio

Idealizador do festival, o empresário Roberto Medina conta que não foi fácil realizar o Rock in Rio há 30 anos. “Bati de porta em porta e venci inúmeras barreiras para trazer para o público algo diferente, algo que mudasse a história da música do país. Mas o evento foi além e mudou também a história das pessoas. Mais de um milhão de pessoas presentes no evento, naquela ocasião, têm histórias para contar e celebram o Rock in Rio até hoje em suas vidas”.

Continue lendo “Mais de R$1 bilhão de investimento na marca – Rock in Rio comemora 30 anos”

carreira, empreendedorismo

Do acaso à posição de dama da hotelaria

A fundadora da operadora Blue Tree, Chieko Aoki costuma desafiar prestadores de serviço e dar suporte para fazê-los crescer

SCA SÃO PAULO 22/10/2014 - OPORTUNIDADES/ CLASSIFICADOS - CHIEKO AOKI - Fotos de Chieko Aoki, dona da rede Blue Tree Hotels.FOTO SERGIO CASTRO/ESTADÃO CONTEÚDO.

No País, ela é conhecida como a dama da hotelaria. Em sua galeria de prêmios, vários a colocam entre as mulheres mais influentes do Brasil e da América Latina. Mas a fundadora da rede Blue Tree Hotels, Chieko Aoki, afirma que entrou no mundo dos negócios por acaso.

Ela conta que seu marido era dono da rede de hotéis Caesar Park, com unidades espalhadas por grandes cidades de vários países. “Quando seu sócio saiu, ele ficou sem administrador. Entrei para apagar o incêndio. No início, ocupei a diretoria de vendas e marketing”, conta.

Claro que o fato de ser formada em direito pela Universidade de São Paulo, em administração pela Universidade de Sofia, em Tóquio, e em administração hoteleira pela Cornell University, nos Estados Unidos, sustentou seu bom desempenho.

“Com os resultados da rede melhorando, assumi mais responsabilidades, até me tornar presidente. Depois de alguns anos, meu marido ficou doente e vendeu o negócio. Aí fui empreender sozinha, porque o mercado era muito bom e eu já tinha uma ótima equipe.”

O nome Blue Tree veio da tradução para o inglês do significado de seu sobrenome: árvore azul. “Tenho minhas raízes orientais. Sou muito obstinada, gosto das coisas organizadas, com disciplina. Quando criei a empresa, a primeira coisa que defini foi que todos deveriam trabalhar tendo como base esta frase de Madre Tereza de Calcutá: ‘Não deixe jamais que alguém que achegou-se de ti vá embora sem sentir-se melhor, ou mais feliz’. Essa frase resume a nossa missão.”

Continue lendo “Do acaso à posição de dama da hotelaria”