aplicativos, app, Boa ação, Campanha, empreendedorismo, Inovação, Networking

Designer mineiro inova cartão de visitas

Em seu home office no famoso Edifício Maletta, centro de Belo Horizonte, o designer mineiro Ton Rangel, 27 anos, prepara-se juntamente com sua equipe para lançar o Ecard. Já validado por mais de 500 usuários, aplicativo será o novo cartão de visitas.

ecard

Baseado na criação, produção e compartilhamento de cartão de visitas, o usuário receberá em sua casa seus cartões impressos, a partir de 100 unidades em diversos papéis e acabamentos com garantia de qualidade e entrega em todo o país. E tem mais, Ecard vai além com a troca de cartão de visitas mobile, uma evolução desta poderosa ferramenta de networking essencial para estudantes, profissionais e empreendedores está prestes a acontecer.

Desde o primeiro dia de trabalho, testes e visitas a profissionais e empresas foram realizadas, colaborando para uma experiência de usuário simples, intuitiva e eficiente. Em média 5 milhões de cartões de visitas são impressos diariamente em Belo Horizonte. A proposta do Ecard pode reduzir essa produção para 50% em até 2 anos, de acordo com a ABRAF ( https://www.youtube.com/watch?v=V59UiBdi05g ). Isto representa a conservação de aproximadamente 15 hectares de floresta plantada, o equivalente a mais de 1,5 milhões m² de mata nativa preservada por ano.

O Ecard estará disponível no mês de julho para android, e para as plataformas IOs e Windows Phone a partir de agosto. Siga @tonrangel no instagram para conhecer mais o trabalho desse designer apaixonado por cartões de visitas.

Anúncios
Inovação, Internet, Uncategorized

Internet das Coisas é imperativa na Indústria 4.0

Daqui 4 anos são previstos em todo o mundo em torno de 200 bilhões de carros, aplicativos, maquinários e dispositivos realizando operações remotas, monitorando e fazendo a interação entre produtos que se comunicam via internet. Bem-vindo à nova era da indústria conectada!

internet coisas

A estimativa dos institutos de pesquisa é de que a partir de 2020, a Internet das Coisas será o maior mercado de dispositivos do planeta. São previstos, em todo o mundo, em torno de 200 bilhões de carros, aplicativos, maquinários e dispositivos realizando operações remotas, monitorando e fazendo a interação entre produtos conectados à internet.

Essa é a era da Indústria 4.0, que já começou em muitos segmentos, onde os gestores entendem que o importante é ser inovador com sustentabilidade (do planeta e dos negócios), para aumentar a qualidade dos serviços e produtos, ter maior eficiência, conveniência e menores custos de operação. Com o uso de IoT as aplicações são infinitas, porque é uma contribuição vital para empresas e indústrias criarem novos patamares de eficiência.

“Muitas indústrias acabam de entrar nessa nova era de conectividade, por meio de uma infraestrutura robusta, desenhada especificamente para ambientes hostis e pronta para a integração com os equipamentos e soluções de automação”, explica Renato Carneiro, Presidente da 2S Inovações Tecnológicas – uma das pioneiras em projetos IoT no Brasil.

De acordo com o Gartner, em 2020, os investimentos em infraestrutura de IoT serão de US$ 1,53 trilhão no mercado consumidor e US$ 1,47 trilhão no setor corporativo.

Na Indústria 4.0 o caminho é acelerar os ciclos de inovação e otimizar os processos do negócio de forma inteligente. Para ajudar empresas de todos os setores a manter o rumo nessa estrada, a Internet das Coisas tem o papel de condutor ao unir a tecnologia de sensores, conectividade, big data
e analytics.

Por outro lado, tanto na indústria como nas empresas em geral, há uma preocupação constante com a cibersegurança. “Em IoT, você tem que garantir que tudo que está conectado é mesmo real, o que é possível quando criamos uma camada adequada de segurança na solução”, resume Carneiro.

Segundo estimativa da Cisco, dependendo do setor, entre 40% e 50% dos processos manuais de manufatura, transporte, varejo, petróleo e gás, geração de energia e mineração podem ser automatizados com a IoT.

Continue lendo “Internet das Coisas é imperativa na Indústria 4.0”

empreendedorismo, marketing, Mulheres, Mulheres Empreendedoras, varejo, venda

Mulheres empreendedoras provam que é possível vencer a crise com baixo investimento

Não há idade para atingir o sucesso. Confira a história de mulheres que enxergaram oportunidades de negócio e hoje faturam alto. Estas empreendedoras provam que é possível vencer a crise com baixo investimento.

Pretty businesswoman
Foto by Freepik

Iniciar um empreendimento requer talento, ideias, boas oportunidades, ser criativo e uma pitada de ousadia. Não é à toa o perfil dos novos empreendedores é cada vez mais composto por jovens inquietos, com sonhos e pouco dinheiro para investimento em suas iniciativas. Como principal característica, elas têm uma comum criatividade, objetivos pouco convencionais e foram capazes de gerar lucro e conseguir sua liberdade, antes mesmo de chegarem aos 30 anos.

Não há idade para atingir o sucesso. Confira a história de mulheres que enxergaram oportunidades de negócio e hoje faturam alto. Estas empreendedoras provam que é possível vencer a crise com baixo investimento.

Listamos 4 nomes de jovens empreendedoras dessa nova geração que servem como exemplo para quem, independentemente da idade, planeja investir em um negócio próprio:

Priscila Casagrande – 22 Anos, Nails Design Expert, curso de adesivos de unhas.

Estudante de Relações Públicas, apaixonada por moda, beleza e tudo que envolve o mundo feminino. Aos 18 anos a jovem queria muito ganhar uma renda extra. Foi então que uma amiga lhe apresentou esta oportunidade os ADESIVOS DE UNHAS. Insegura, investiu em um cursos básico e em materiais para iniciar esta prática.

Após muitas buscas, sentiu que a grande maioria dos cursos não possuíam informações valiosas para quem realmente quer ganhar dinheiro com a venda de adesivos de unhas.

Foi ai que resolveu ajudar as pessoas, que como ela também procuravam uma maneira de aumentar rua renda no final do mês e, de quebra, se divertir com uma arte prazerosa.

Priscila tomou uma decisão e criar o Nails Design Expert ­ Adesivos de Unha.

O curso tem como objetivo ensinar a fazer diferentes tipos de películas de unhas, com materiais dos mais variados e com qualidade garantida. O curso ainda vai além, ela ensinar a vender estas películas de unhas e a ganhar dinheiro de verdade !

Amanda Keltyn – 24 anos. Cupcakes Garatem um Renda Extra

Estudante de Publicidade e Propaganda. Sem dinheiro para pagar as contas básicas e muito menos custear os materiais da faculdade, encontrou o problema principal da vida quando soube que teria que arcar sozinha com a mensalidade da faculdade e sem ajuda de financiamentos.

Continue lendo “Mulheres empreendedoras provam que é possível vencer a crise com baixo investimento”