empreendedorismo, etc, marketing, Mercado, Mulheres, Mulheres Empreendedoras

Como o Marketing pode ajudar a superar a crise?

No texto anterior aqui desta coluna falei com vocês sobre as ferramentas de Marketing que você pode utilizar. Independente do tamanho do seu empreendimento, as regras não mudam, elas são adaptáveis ao seu tamanho e modelo de negócio. Comece pequeno, estabeleça parcerias, faça algo! Não fique pensando que “isso não é ou não funciona pra mim”, que “não tenho dinheiro para isso” etc…

766581.jpg

Realizo mentorias às mulheres empreendedoras que se superam a todo o momento, que achavam não ser possível empreender com sucesso, pois se viam limitadas ou porque não tinham dinheiro, mas com o tempo elas acabam percebendo que o que as limitavam eram elas mesmas, sua baixa estima e visão deturbada de si e do seu negócio.

Com as ferramentas de Marketing adequadas ao perfil do seu público consumidor, tente sempre inovar, fazer diferente e traçar objetivos possíveis de serem alcançados e sempre de maneira contínua.

Quero trazer hoje uma reflexão do grande nome do Marketing brasileiro, Prof. Marcos Cobra, que comentou recentemente em uma entrevista que em épocas de crise há quatro pilares para sustentar os negócios que permeiam o Planejamento de Marketing:

1 – Conexão Emocional – fale direto ao coração do consumidor;

2 – Experiência Imersiva – proporcione experiências únicas, ofereça produtos e serviços que levem o consumidor ao êxtase;

3 – Atendimento ao Cliente – ouça o cliente, respeite e o atenda em todas as sua reivindicações;

4 – Competência Organizacional – as empresas precisam investir em treinamentos para aprimoramento e desenvolvimento de novas competências em seus funcionários.

Compreende que para colocar em prática estes pilares você não precisa investir dinheiro e sim em atitude e talvez mudança de comportamento?

Eu complementaria dizendo que as lideranças empreendedoras também têm de buscar continuamente o aperfeiçoamento e aprimoramento de novas competências. Hoje na internet muita coisa pode ser aprendida, verifique o que você pode aprender de novo para implementar no seu negócio.

Coloque em prática todas as suas habilidades, desenvolva novas e importantes competências para o seu negócio. Chega de fazer mais do mesmo. Reivente-se e creia em você, só assim você sairá da inércia empreendedora!

 

Avante!

Bons negócios.

 

Luciana Palhete

comunicação, empreendedorismo, etc, marketing, Mercado, Mulheres, Mulheres Empreendedoras, Promoção, Publicidade

Desmistificando o Marketing para Empreendedoras

Hoje apresento a vocês um texto publicado no site da Rede Empreendedorismo de Salto. Acompanho o trabalho das Patricia Alves e das meninas do ABC de São Paulo e gentilmente fui convidada a escrever este texto com o objetivo de ajudar a esclarecer  à mulher empreendedora sobre o que é Marketing. Compartilho com vocês minha pequena contribuição.

marketing

Antes de conceituar o que é Marketing preciso falar para você que publicidade, propaganda, vendas, promoção e descontos, programas de fidelização, relacionamento, redes sociais não são Marketing. Todas essas ações são ferramentas voltadas à satisfação das necessidades de seu público consumidor, mas para atendê-las precisamos construir estratégias de maneira sistemática.

Estas estratégias voltadas às necessidades do público-alvo consumidor, ou seja, quem você quer e precisa atingir, chamamos de Marketing, uma área do conhecimento surgida no início do Séc XX nos Estados Unidos da América, que consolida-se a partir de processos que atendam os objetivos de mercado da sua empresa, organização, empreendimento.
Posso resumir dizendo que Marketing é estudo de mercado. Um estudo detalhado que analisa além do perfil do público-alvo que você quer satisfazer, o local e o ponto onde seu negócio está atuando, o preço, a concorrência, os pontos fortes e fracos do seu negócio, as oportunidades e as ameaças que podem atrapalhar suas estratégias, tudo dentro de um cronograma sistemático de atuação e controle.
Marketing planeja, desenvolve e analisa os resultados, sendo eles positivos ou negativos, e a partir destas análises cria novas estratégias para alcançar os objetivos, principalmente os voltados à manutenção dos clientes conquistados. Diga-se de passagem, este é um dos maiores desafios do Marketing, manter este cliente ativo!

Costumo dizer que o profissional de Marketing tem de ter uma visão ampliada do negócio, entender de administração, economia, ter bom senso estético, ter sempre a tecnologia com sua aliada e ser um bom comunicólogo para desenvolver com maestria todas as atividades necessárias de sua profissão.
Mas como você pode, como pequena empreendedora, por exemplo, aplicar o Marketing no seu negócio?
Nos últimos dois ou três anos tenho auxiliado pequenas e pequenos empreendedores a realizarem Marketing e a primeira dica que posso dar a você que não conta com uma estrutura de Marketing é o conhecimento, busque conhecimento!

Leia artigos, livros, blogs especializados, e-books (livros gratuitos disponibilizados por sites especializados na internet); participe de palestras e treinamentos, há vários gratuitos ou a um baixo valor de investimento – fique atenta!; troque experiências com outras pessoas empreendedoras; teste, não tenha medo de experimentar – com responsabilidade é claro, avalie o que não impactará negativamente a imagem do seu negócio e experimente – se errar, analise, aperfeiçoe, empreenda e tente novamente.
E a última dica é: continue acompanhando esta coluna.
Trarei vários temas do Marketing para contribuir com o crescimento desta rede empreendedora. Estarei sempre pensando em vocês, mulheres superempreenderas que precisam fazer acontecer!

Avante!
Bons negócios.

Luciana Palhete

O texto original pode ser lido no site – http://empreendedorismodesalto.com.br/marketing-empreendedor/32-desmistificando-o-marketing

empreendedorismo, marketing, Mulheres, Mulheres Empreendedoras, varejo, venda

Mulheres empreendedoras provam que é possível vencer a crise com baixo investimento

Não há idade para atingir o sucesso. Confira a história de mulheres que enxergaram oportunidades de negócio e hoje faturam alto. Estas empreendedoras provam que é possível vencer a crise com baixo investimento.

Pretty businesswoman
Foto by Freepik

Iniciar um empreendimento requer talento, ideias, boas oportunidades, ser criativo e uma pitada de ousadia. Não é à toa o perfil dos novos empreendedores é cada vez mais composto por jovens inquietos, com sonhos e pouco dinheiro para investimento em suas iniciativas. Como principal característica, elas têm uma comum criatividade, objetivos pouco convencionais e foram capazes de gerar lucro e conseguir sua liberdade, antes mesmo de chegarem aos 30 anos.

Não há idade para atingir o sucesso. Confira a história de mulheres que enxergaram oportunidades de negócio e hoje faturam alto. Estas empreendedoras provam que é possível vencer a crise com baixo investimento.

Listamos 4 nomes de jovens empreendedoras dessa nova geração que servem como exemplo para quem, independentemente da idade, planeja investir em um negócio próprio:

Priscila Casagrande – 22 Anos, Nails Design Expert, curso de adesivos de unhas.

Estudante de Relações Públicas, apaixonada por moda, beleza e tudo que envolve o mundo feminino. Aos 18 anos a jovem queria muito ganhar uma renda extra. Foi então que uma amiga lhe apresentou esta oportunidade os ADESIVOS DE UNHAS. Insegura, investiu em um cursos básico e em materiais para iniciar esta prática.

Após muitas buscas, sentiu que a grande maioria dos cursos não possuíam informações valiosas para quem realmente quer ganhar dinheiro com a venda de adesivos de unhas.

Foi ai que resolveu ajudar as pessoas, que como ela também procuravam uma maneira de aumentar rua renda no final do mês e, de quebra, se divertir com uma arte prazerosa.

Priscila tomou uma decisão e criar o Nails Design Expert ­ Adesivos de Unha.

O curso tem como objetivo ensinar a fazer diferentes tipos de películas de unhas, com materiais dos mais variados e com qualidade garantida. O curso ainda vai além, ela ensinar a vender estas películas de unhas e a ganhar dinheiro de verdade !

Amanda Keltyn – 24 anos. Cupcakes Garatem um Renda Extra

Estudante de Publicidade e Propaganda. Sem dinheiro para pagar as contas básicas e muito menos custear os materiais da faculdade, encontrou o problema principal da vida quando soube que teria que arcar sozinha com a mensalidade da faculdade e sem ajuda de financiamentos.

Continue lendo “Mulheres empreendedoras provam que é possível vencer a crise com baixo investimento”

Criatividade, empreendedorismo, Inovação, Mulheres Empreendedoras, Uncategorized

Presidente do Magazine Luiza inaugura Núcleo de Criatividade e Inovação do UNISAL

O UNISAL – Centro Universitário Salesiano de São Paulo, Unidade São Paulo, Campus Santa Teresinha, vai inaugurar o Núcleo de Criatividade e Inovação (NCI) Luiza Helena Trajano, em 29 de março. A presidente do Magazine Luiza, que leva o nome do Núcleo, fará a palestra: “A criatividade e a inovação em tempos de crise.” 

banner_palestra

O objetivo do NCI é criar em alunos, professores e comunidade a inovação e a criatividade no contexto do empreendedor, debatendo com acadêmicos e profissionais de sucesso os caminhos, e seus desafios, para se iniciar negócios em um mercado cada vez mais exigente e, ao mesmo tempo, próspero para se empreender. “Queremos unir ideias e novas formas de pensar para criar um novo patamar de empreendedorismo, um empreendedorismo comunitário, onde as experiências de todos irão contribuir para o sucesso do outro”, informa Paulo Ortiz, Coordenador dos Cursos de Administração e Gestão do UNISAL.

Segundo Rosana Manzini, Diretora de Operações do UNISAL, a ideia de convidar Luiza Helena Trajano para inaugurar o NCI partiu do princípio de ter como referência a imagem de uma mulher empreendedora, que carrega a bandeira do trabalho, da gestão, da inovação, da liderança e acolhimento.

SERVIÇO
Inauguração do Núcleo de Criatividade e Inovação Luiza Helena Trajano
Local: UNISAL São Paulo, Campus Santa Teresinha:  Av. Augusto Tolle, 575 – Santana/SP
Horário da inauguração: 18h30
Palestra: “A criatividade e a inovação em tempos de crise”: 19h30
Evento gratuito e aberto ao público, com vagas limitadas
Inscrições: www.unisal.br/nci


SOBRE LUIZA HELENA TRAJANO

Luiza Helena Trajano é presidente do Magazine Luiza e do Instituto para Desenvolvimento do Varejo (IDV), entidade que ajudou a fundar e reúne os maiores varejistas do país. Ela também ocupa uma das cinco vice-presidências do Conselho Diretor do Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016™ e é presidente do Conselho Público Olímpico, órgão responsável pela supervisão dos preparativos para os Jogos do Rio de Janeiro. Formada em Direito e Administração de Empresas, é responsável pelo desenvolvimento do Magazine Luiza. Um dos valores mais presentes na rede varejista é colocar as pessoas em primeiro lugar. Esse, inclusive, é o fruto do investimento e a crença de Luiza Helena.  Ao longo de sua carreira, recebeu diversos prêmios e homenagens. O retorno desse trabalho é que há 18 anos o Magazine Luiza figura entre as “Melhores empresas para se trabalhar”, no ranking do Instituto Great Place to Work.

SOBRE O UNISAL
O Centro Universitário Salesiano de São Paulo está presente no mercado desde 1997 como Centro Universitário, sua história começou bem antes, em 1952, com a abertura da Faculdade Salesiana de Filosofia, Ciência e Letras na cidade de Lorena/SP. Hoje conta com Unidades em Americana, Campinas, Lorena e São Paulo, e com polos de Pós-Graduação em Pindamonhangaba e São José dos Campos. O UNISAL oferece Cursos de Graduação, Extensão e Pós-Graduação Lato Sensu e Stricto Sensu.  A Instituição pertence às 77 IUS – Instituições Universitárias Salesianas – presentes em 19 países entre América, Europa, Ásia, África e Oceania.


INFORMAÇÕES À IMPRENSA
Fernanda Ito
(11) 3221-3031, ramal 231.
fernanda.ito@unisal.br

empreendedorismo, Marketing Digital, Mulheres, Mulheres Empreendedoras, PME

Marketing Digital também é para você, pequena empreendedora!

tendencias_marketingdig

Muitas mulheres perguntam-me como “fazer Marketing Digital” em seus pequenos negócios. Devido à frequência que isso tem ocorrido, resolvi escrever, resumindo em algumas dicas práticas que precedem às ações de Marketing propriamente ditas.

Não consigo deixar de sempre incluir inicialmente “o tão falado”, planejamento. Essa seria a dica de número zero (0), ok? E sabe por quê? Por que as pessoas e, consequentemente grande parte das empresas, não o fazem (falarei em outros posts sobre planejamento, acompanhe!).

Acredito que planejar resume-se em uma palavra inicial, posicionar-se! Se você tiver isso em mente já será um bom começo. Posicionamento requer debruçar-se sobre o que você quer e o que espera do seu negócio.

Técnicas auxiliam na elaboração do planejamento, 4 P´s, 8 P´s marketing digital, análise SWOT, BCG, CANVAS etc… começo falando sobre a primeira dica: procure aprimorar seus conhecimentos, mesmo que você acredite que tem conhecimento suficiente para abrir um negócio. Muitas coisas novas surgem a todo momento, além do mais, sempre é tempo de aprender… nas Escolas, na vida, com as pessoas, na Internet! Seja curiosa, mostre para você mesma interesse em conhecer, aperfeiçoar e inovar. Esta também é a minha segunda dica: inove também em seu negócio. Posso dizer aqui que inovação nos dias atuais é alma de qualquer negócio, principalmente se ela for acompanhada de ineditismo. Consumidores estão sendo bombardeados do mesmo à toda hora. Inovar é diferenciar e diferenciando, você consegue conquistar nichos inexploráveis.

Em época de crise o que vem à tona é a criatividade. Essa minha terceira dica aplica-se ao seu negócio e a você também: pense e seja criativa. Muita gente associa o Marketing à grandes investimentos. Claro que isso também é verdade, mas o Marketing de baixo custo existe exatamente para contribuir com as pequenas empresas e em épocas de crise e de mudanças. O modelo clássico e mais caro é a publicidade. Seja criativa encontrando outros meios de divulgação. Segundo Walter Hermann, criatividade é um processo cerebral que implica a habilidade de desafiar suposições, reconhecer padrões, ver novas maneiras, fazer conexões, arriscar-se e agarrar as oportunidades.

Então, crie novas maneiras abrindo novos canais de venda e de relacionamento com seus clientes. #relacionamento é a bola da vez. Ideias simples surtem efeito e o Marketing Digital pode dar ao você abertura de novas frentes de negócios. Instagram, Facebook, blogs, cada um com sua estratégia, resultam em novos e bons negócios.

Concluo este texto chamando atenção para estas ferramentas. Acreditem, elas são uma possibilidade para você, mesmo que você não tenha dinheiro para fazer campanhas publicitárias no Google ou no Facebook.

No próximo post falarei sobre essas estratégias, os canais digitais que você pode explorar e aí deixo a dica final: antecipe-se e crie perfils oficiais de sua empresa. Garanta o registo do seu nome/marca no Facebook, no Instagram, no Youtube e no Pinterest. Mesmo que você ainda não sabe o que são essas redes sociais e terá de atuar em cada uma delas, cadastre-se e garanta o seu nome. Se depois a sua estratégia for começar com presença em parte delas, não faz mal, você já garantiu o sue nome. Este nome deve ser simples para ser facilmente lembrado, ele tem de representar a sua marca e se for inédito, melhor ainda, pois podemos garantir retorno mais eficaz em ações futuras. Cuidado com nomes não profissionais ou caricatos que possam trazer problemas futuros e tenha em mente os direitos autorais, busque no Google informações sobre o nome que pensa cadastrar, este pode ser o primeiro passo.

Deixo esta lição de casa para você meninas! Até a próxima…