comunicação, empreendedorismo, etc, Inovação, Internet, Internet Marketing, marketing, Marketing Digital, Mídias Sociais

Especialistas de Marketing Digital para discutir estratégias de negócios, empreendedorismo e inovação

Mercado Digital no Brasil, Tendências e estratégias de Marketing Digital e Chatbot são alguns dos temas abordados

No dia 17 de maio, acontece o primeiro Meeting Digitalks na capital paulista. Trata-se de um evento que percorre as principais capitais do país para discutir estratégias de negócios, inovação e empreendedorismo com especialistas do segmento digital.

 

Marketing-Digital

O Meeting, que tem 5 horas de duração, das 15h às 20h, une conteúdo e networking para a geração de negócios locais, através da participação de especialistas de Marketing Digital dos principais players de mercado.

Entre os principais assuntos abordados no encontro são Mercado Digital no Brasil, Tendências e Estratégias de Marketing Digital: como otimizar as ações e o case do Poupinha: como o Poupa Tempo otimizou seu atendimento usando estratégias digitais e conceitos como Chatbot, Machine Learning e Inteligência Artificial.

“O Meeting se transformou numa das mais importantes ferramentas de negócios pois permite a troca de experiências entre especialistas de todo o país, tudo isso num ambiente arrojado e intimista, que possibilita o networking e a troca de ideias. Como São Paulo tem um dos mais expressivos cenários digitais do país, nada melhor do que compartilhar conhecimento com profissionais do setor através de um bate-papo seguido de happy hour”, declara Flavio Horta, diretor do Digitalks.

O Meeting Digitalks acontece na sede do Digitalks, que fica na Rua Oscar Freire, 2.379, Pinheiros, das 15h às 20h, reúne Painel de Debate e happy hour e tem lotes de desconto para inscrições antecipadas. As vagas são limitadas para o melhor aproveitamento. A inscrição deve ser feita no site da Digitalks, através do link https://digitalks.com.br/eventos/meeting-sao-paulo-2017/. Informações através do e-mail forum@digitalks.com.br ou do telefone (11) 3159-1458.
Sobre o Digitalks

O Digitalks é a principal empresa brasileira que leva conhecimento e oportunidades de negócios através de mais de 50 atividades anuais, preparando pessoas e transformando empresas para a nova realidade digital.

Desde 2009, o Digitalks realiza eventos em todo o Brasil, dissemina conteúdo em diversos canais de comunicação –incluindo portal de notícias, revista e TV Online–, realiza cursos de capacitação e conecta pessoas, incentivando a geração de negócios sólidos. Integrante do mesmo grupo corporativo do iMasters e E-Commerce Brasil, a empresa tem como objetivo fomentar o setor digital.

O projeto é um oferecimento de Facebook, Google, Mercado Livre e Twitter e é mantido pelas empresas 2Bots, A² Business Intelligence, Accenture Interactive, Adjust, Agência Linka, Akna, All iN Marketing Cloud, Apiki, Buscapé, Buzzmonitor, CI&T, Contentools, CRP Mango, Dinamize, DT+Seeker, Gamned, GhFly, GTC, HostGator, IgnitionOne, Infobip, Kwanko, leadlovers, LinkBrand, LinkedIn, Locaweb, Lomadee, Media Response, PWC, RD Station, Seekr, SEO Marketing, Trakto, Ve Interactive, Video Click, Vitrio, Vtex Partner, Wix, Xtech, Yahoo e Zanox. O projeto tem o apoio de ABRADi, APP Brasil, Cidade Marketing, Digitais do Marketing, E-Commerce Brasil, EraTransmidia, Fenapro, IAB Brasil, iMasters, MestreGP, Mundo do Marketing, Putz Filmes, Siegel Press e Startupi.

Serviço – Meeting Digitalks São Paulo
Data: 17 de maio (quarta-feira)
Horário: das 15h às 20h (conteúdo e happy hour)
Local: Digitalks, Rua Oscar Freire, 2.379, Pinheiros
Investimento: R$ 120,00 a R$ 180,00
N° vagas: 100 lugares (vagas limitadas para melhor aproveitamento)
Inscrições: https://digitalks.com.br/eventos/meeting-sao-paulo-2017/
Informações: forum@digitalks.com.br e (11) 3159-1458

 

Anúncios
aplicativos, comunicação, educação, geração y, Geração Z, Internet, Mídias Sociais, Mkt educacional, redes socias, Relacionamento

O que fazem os jovens nas horas de descanso?

Filmes, séries e programas de TV são indispensáveis como lazer para 78% dos estudantes

Uma pesquisa realizada pela rede social Passeidireto.com indica que 78% dos 5 mil entrevistados gostam de ficar no sofá e em frente à telinha – seja da TV, computador ou tablet – assistindo séries, filmes e programas preferidos. Outros 65% dos universitários, sendo maioria entre 18 e 24 anos, atualizam a playlist e ouvem música sozinhos, 39% deles preferem sair com os amigos e 32% escolhem viajar.

celular-uso

Quando falamos da telona, 44% curtem ir ao cinema. Tem aqueles que não abandonam os livros nem na hora do descanso e 58% deles preferem ler, enquanto 47% estão ligados no videogame. Como a grana é curta no período de faculdade, somente 19% dos jovens vão a restaurantes e teatro, mesmo com a meia-entrada.

A ideia da pesquisa é entender melhor como os universitários usam o tempo livre e um dado interessante que observamos é que muitos deles continuam conectados. Usam o computador para estudar e seguem na plataforma para refrescar a mente“, declara Daiane Dias, coordenadora de Relacionamento com o Cliente do Passeidireto.com.

Os serviços de lazer
Como o Passeidireto.com percebeu o lazer preferido dos estudantes, a rede resolveu estender a pesquisa e quis saber o quê e como eles assistem.
O computador é o campeão na hora de esquecer os estudos, com 93% dos entrevistados conectados por ele, seguidos de 91% no celular, 66% na televisão e 25% no tablet. A pesquisa aponta que o rádio é importante para 18% de entrevistados na hora do descanso.

Quando o assunto é o uso e a importância dos serviços para o lazer, os aparelhos eletrônicos são indispensáveis para se distrair para 68% dos entrevistados. Os serviços de streaming influenciam 43% dos estudantes contra 25% dos serviços de TV paga.

A programação queridinha está em assistir filmes em geral, com 10%. Entre as séries, Game of Thrones é a mais assistida representada por 6%, tendo Orange is the New Black e Grey”s Anatomy na cola com 5% e 4%, respectivamente.

Para os que usam a internet para programar viagens, 46% entram online e compram passagens e 40% fecham hospedagem; 23% deles usam para conferir promoções e comparar preços.

Apesar dos diversos interesses em descansar na frente de um produto eletrônico, 33% dos participantes confessaram ficar de uma a duas horas por semana dedicando o tempo à principal atividade de lazer, mas 32% se entregaram e disseram ficar mais de seis horas semanais.

A Passeidireto.com é uma rede acadêmica para universitários, que tem como missão conectar alunos e seus conhecimentos. Desde 2012 no ar, o Passeidireto.com já concentra 7 milhões de usuários, está presente em mais de 2,5 mil universidades do Brasil e em 4 anos de existência já recebeu R$ 27,5 milhões em aporte. Por meio da rede, os estudantes podem se conectar uns aos outros, seguir disciplinas específicas, compartilhar materiais de estudo e trocar mensagens. 
Confira todos os detalhes da pesquisa no link: http://www.singcomunica.com.br/passeidireto-com-revela-o-que-os-universitarios-fazem-nas-horas-vagas/

 

cursos, ead, empreendedorismo, eventos, Internet, Mulheres Empreendedoras, treinamento

Assista quase 50 palestras grátis no maior evento online de Empreendedorismo do Brasil

Na próxima segunda dia 8 de agosto inicia o maior evento online de Empreendedorismo do Brasil produzido pela Acelera Startups, maior escola de startups do Brasil, com a participação de 50 especialistas do segmento. Entre as atividades estão palestras, entrevistas e minicursos sobre empreendedorismo e assuntos que envolvem finanças, comunicação, tecnologia, coaching, além de depoimentos de grandes nomes do setor.

7 dias para o maior evento online de Empreendedorismo do Brasil“O empreendedorismo vem crescendo muito no país, ainda mais em um momento de crise. Mas o empreendedor precisa estar preparado para lidar com diferentes temas, que vão desde redes sociais até finanças. O Brasil Empreendedorismo 2016 foi planejado justamente para trazer um panorama completo sobre o setor, oferecendo uma grande oportunidade para aprender e conhecer na prática a experiência de quem já criou e consolidou seu próprio negócio”, explica Cláudio Brito, CEO da Acelera Startups.

No ano passado, o Brasil Empreendedorismo alcançou 13 mil pessoas, de 47 países diferentes. Neste ano, a ideia é contar com aproximadamente 20 mil inscritos. Para isso, o evento receberá palestras de Rosalinda Picard (Empatica), Michel Smit (Energy Floors), Christian Barbosa (Investidor anjo) e outros nomes nacionais e internacionais.

A edição deste ano também contará com um módulo voltado para negócios sociais, ou seja, projetos que combinam empreendedorismo com impacto positivo à comunidade. E também um encontro online de empretecos, participantes do maior seminário para empreendedores do mundo o Empretec.

“Promover esse conteúdo sem custos foi a nossa forma de ajudar a todos que desejam empreender seguindo os princípios dos negócios sociais definidos por Muhammad Yunus, grande referência no setor. Ao mesmo tempo que fomentamos o empreendedorismo, também abrimos uma porta para gerar um impacto real à sociedade, após o período, o participante poderá adquirir o direito de assistir as palestras por 12 meses”, finaliza Cláudio.

O Brasil Empreendedorismo acontece entre os dias 8 e 12 de agosto, totalmente online.
Website: http://www.brasilempreendedorismo.com.br

carreira, Criatividade, empreendedorismo, Financeiro e Negócios, Inovação, Internet, marketing, Mercado, Mulheres Empreendedoras

Empreendimento de sucesso: marketplace para freelancers

Em operação há seis meses, Vinteconto teve investimento inicial de R$ 57 mil. Empresa deve vender mais de 10 mil serviços até o fim do ano, na maioria, por R$ 20.

Empreendedora fatura R$ 500 mil em marketplace para freelancers e empresas

Em momentos de crise financeira, uma das melhores iniciativas para driblar a recessão é apostar na capacidade e no talento profissional individual. E trabalhar como freelancer sempre foi uma das aptidões de Monique Medeiros Costa de 31 anos, brasileira e residente na Inglaterra, que transformou suas habilidades em um negócio bastante lucrativo. Em novembro de 2015, ela lançou a Vinteconto (https://vinteconto.com.br/), um marketplace onde é possível pagar um preço fixo de R$ 20 por quase qualquer serviço ou produto.

Ao se mudar para a Finlândia em 2007, Monique enfrentou dificuldades de adaptação em sua nova vida no exterior, como a barreira linguística, preconceito e o frio extremo na cidade de Helsinki, onde morava (as temperaturas beiravam os 30 graus negativos). “Era muito difícil conseguir qualquer emprego por causa da falta de fluência no idioma, pelo fato de ser brasileira e além do frio que era assustador, mas eu queria continuar no País pela experiência, já que tinha amigos e queria continuar aprendendo inglês. Por isso, mantinha anúncios para cuidar de crianças em sites na Internet”, conta.

Até que certo dia Monique recebeu uma ligação de um senhor, muito educado, para a oportunidade de babá. Ele morava em uma mansão e colecionava vários troféus e roupas de piloto de Fórmula 1. “Eu mal sabia de que se tratava do Mika Salo, o famoso piloto. Consegui trabalhar com a família dele porque eles queriam que suas crianças se comunicassem em inglês desde pequenos”, relembra.

Monique morou no país nórdico por seis anos e chegou a trabalhar como vendedora em feiras roupas. Esse emprego foi tão lucrativo que ela conseguiu abrir sua própria loja de roupas no centro da cidade de Helsinki. Mas o destino guardava um episódio dramático para a família Medeiros. Isso porque, após vários exames, seu marido foi diagnosticado com um tipo raro de tumor no joelho e que o deixou em uma condição incapaz de executar qualquer atividade, por um longo período de tempo.
Por conta disso e da barreira linguística, Monique e sua família se mudaram para a Inglaterra, já que todos eles eram fluentes em inglês. Lá, Monique começou a procurar por opções para trabalhar em casa enquanto não conseguia montar um outro negócio. “Eu já tinha fluência em inglês e procurava por uma oportunidade que me desse a liberdade para trabalhar em qualquer lugar, além de poder estar nos eventos da escola do meu filho e acompanhar o seu crescimento”.

A ideia

A empreendedora é adepta do modelo de trabalho “home based”, onde o profissional tem a possibilidade de trabalhar em casa, como se estivesse na empresa. “Não acho produtiva a ideia de ter que me prender a um escritório e cumprir com o mesmo horário todos os dias. Prefiro a liberdade, pois acredito que a falta dela mata a criatividade e a inspiração”, explica.

Inspirada, Monique aperfeiçoou seus talentos e fez de traduções a ações de marketing para empresas na Inglaterra que atuavam no Brasil. Isso fez com que ela se apaixonasse ainda mais pela ideia de unir a liberdade de poder trabalhar em casa, com aquilo que amava. “Na época eu trabalhava bastante e ganhava um bom dinheiro. Fui ficando cada vez mais apaixonada pela vida de freelancer”, recorda.

Foi então que Monique tomou uma decisão que iria mudar o rumo da sua vida e da sua família: montar o próprio negócio. Avaliando a crise no Brasil, já que trabalhava também com pesquisa de mercado, a empreendedora resolveu apostar tudo o que tinha em seu marketplace, serviço muito popular no exterior. “Eu pensei também em ajudar os milhares de desempregados no Brasil a terem uma renda extra, oferecendo a mesma solução que eu encontrei quando o destino me obrigou a trabalhar em casa, ou até dar um empurrãozinho para começarem seu próprio negócio, assim como eu fiz, mesmo com pouco capital de investimento”, explica.

Foi daí que surgiu a ideia da Vinteconto, um local onde todos poderiam comprar e vender serviços e criar a própria história, fazendo aquilo que amavam.

“Faltava um marketplace onde os clientes pudessem encontrar algo a mais do que serviços gráficos, tradução ou marketing. Na Vinteconto, reunimos profissionais das mais diferentes áreas, estudantes e donas de casa que ajudam nas tarefas do dia a dia para àqueles que não têm tempo de fazer, assim todo mundo ganha”, explica. Para a empresária as outras plataformas são muito focadas na criação de gráficos, marketing e tradução, enquanto que na Vinteconto, estudantes podem ajudar como assistente virtual e as “senhorinhas” podem vender seus artesanatos. “É acessar a plataforma e ver como você pode facilitar o seu dia a dia, empregando um pessoal que está a fim de trabalhar e que vai dar o maior valor pela liberdade em trabalhar em casa e ganhar por isso”, destaca.

No entanto, o processo de desenvolvimento da plataforma não foi nada fácil. Para começar a Vinteconto, Monique investiu um total de R$ 57 mil de suas economias. A empreendedora começou com um site bem simples que vendia pequenos serviços e tarefas simples do dia a dia. Aos poucos, ela foi adaptando o conceito de marketplace de compra e venda de serviços e produtos ao melhor sistema de gerenciamento de dados, para criar uma plataforma que pudesse oferecer maior agilidade e praticidade para o freelancer poder vender e o cliente comprar o serviço com tranquilidade.
A todo o vapor

Recentemente, a empreendedora lançou a nova função “carreira”, destinada a profissionais de todas as áreas que poderão oferecer desde cursos prontos, treinamentos, e-books e até aulas virtuais ao vivo. Com isso, Monique pretende abrir um leque ainda maior de oportunidades para que os freelancers possam monetizar seus trabalhos.

A plataforma já dispõe de uma diversificada e qualificada comunidade, com mais de 1 mil serviços cadastrados. Trata-se de milhares de profissionais que optaram pelo trabalho de freelancer, garantindo a execução de seus serviços e tarefas com altíssima qualidade.

Benefícios para o freelancer que oferece o serviço na Vinteconto

O freelancer não precisar visitar o site diariamente para enviar propostas e competir com dezenas de outros freelancers. Ele simplesmente posta todos os seus serviços com portfólio, uma única vez, e o cliente vem até ele já conhecendo o tipo de trabalho que ele executa, prazo de entrega e preço.

Não há a necessidade do freelancer competir o preço para cada proposta. Ele terá mais chances do seu trabalho ser visto pelo cliente, que poderá comparar o motivo da distinção de preços e fazer uma decisão de compra sabendo exatamente o que esperar de um vendedor e do outro.

Não há taxa para se registrar na plataforma e o freelancer pode anunciar quantos serviços quiser. A Vinteconto se reserva a recolher 12% do valor executado pelo freelancer por cada serviço.

Vantagens para quem compra

A praticidade de escolher e comprar o serviço principal e os serviços extras oferecidos na página do freelancer com apenas alguns cliques. A facilidade em usar a ferramenta de busca ou navegar pela categoria de serviço que esteja procurando e ter disponível o portfólio do freelancer, o preço do serviço, prazo de entrega e a avaliação deixada por outros clientes. Outro diferencial é o preço, uma verdadeira pechincha. A maioria dos freelancers prefere ganhar no volume de vendas por um preço mais baixo, especialmente, se para ele o serviço é algo simples e que tenha muita praticidade em fazer. A Vinteconto dispõe de centenas de serviços a partir de R$ 20, que custariam centenas de reais em outros lugares.

Sobre a Vinteconto

Fundada em 2015, a Vinteconto (https://vinteconto.com.br/) é uma plataforma pioneira no Brasil de compra e venda de tarefas e serviços, com preços fixos, em sua maioria por R$ 20,00. Atualmente, já conta com milhares de serviços através da sua comunidade de freelancers. O objetivo da Vinteconto é oferecer a micro, pequenas empresas e profissionais de todas as áreas os mais variados tipos de trabalhos profissionais.

https://www.facebook.com/Vinteconto¬

Informações à Imprensa
Bruno Bersano – bruno.bersano@bersano.com.br
11 + 3856-8219
www.bersano.com.br
aplicativos, app, branding, Campanha, Inovação, Internet, Marketing Digital, varejo, venda

Na contramão da crise: aplicativo ajuda varejistas a aumentar o fluxo de clientes

Com promoções para público segmentado, aplicativo promete encontrar novos clientes para supermercados

Na contramão da crise: aplicativo ajuda varejistas a aumentar o fluxo de clientes

A crise pela qual os brasileiros estão passando ainda não foi superada. Entre os muitos problemas gerados está a oscilação dos preços em supermercados, por exemplo. O que hoje custa um determinado valor, em 15 dias pode vir a custar bem mais. Além da dificuldade em organizar os gastos com alimentos e outros produtos devido à inflação acima da média, a diminuição da renda por conta do desemprego também dificulta a vida dos consumidores e, consequentemente, dos mercados.

Este panorama economicamente negativo se expressa no cotidiano do brasileiro. Recentemente, o Presidente Interino, Michel Temer, permitiu a importação de feijão no país para conseguir diminuir o preço do grão que, nos últimos 12 meses, aumentou 41,62% – de acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Com essa situação, varejistas – sejam de pequenas ou grandes redes – precisam buscar novas formas para superar a crise e manter clientes.

Hora de reverter o quadro

De acordo com os dados divulgados pela CNC (Confederação Nacional do Comércio) a pedido do jornal O Globo , o número de varejistas que fecharam as portas de suas lojas subiu 52% entre 2014 e 2015. Entretanto, o mercado sempre abre espaço para que inovações encontrem alternativas capazes de reverter a recessão e apresentar opções viáveis para os consumidores. O setor de varejo necessita, mais do que nunca, de ferramentas práticas e acessíveis que lidem diretamente com a ponte entre quem vende e quem compra. A partir desta demanda, o Sav@Price foi elaborado.

O aplicativo tem como foco o setor de varejo e sua principal função é facilitar a interação entre os varejistas e os consumidores, estabelecendo uma conexão para divulgação de preços, ofertas e promoções de modo efetivo e consistente. “Os supermercados precisam repensar e criar novos métodos de vendas, nosso aplicativo ajuda a conquistar novos consumidores, pois já possuímos uma base de usuários cadastrados que procuram por transparência e por preços mais baixos”, afirma Marcos Theodoro Siqueira Filho, CTO & Co-Founder do Sav@price.

Com o Sav@Price é possível mensurar quem recebeu as ofertas de determinado varejista e por qual loja o consumidor optou no momento da escolha do supermercado. Um dos grandes diferenciais do aplicativo é propiciar a interação com os consumidores da região onde o varejista possui estabelecimento, ou seja, isso evita a perda de informações para os clientes que pertencem a outras regiões e não irão àquela loja devido a distância. Os varejistas, por sua vez, conseguem atender demandas no comércio local – o que garante maior fidelização por parte de quem consome.

“Nossa ideia, é aumentar o fluxo de consumidores no seu estabelecimento, com isso proporcionar um crescimento das vendas”, diz Siqueira. Os supermercados podem divulgar suas promoções segmentadas por frequência de compra, preferência por linha de produto ou marca, idade e sexo – focando num público específico. “Com a Sav@price os estabelecimentos conseguem fazer campanhas baseadas nas sazonalidades ou até mesmo para produtos próximos do vencimento”, completa. Este é um método efetivo quando se leva em consideração o contexto de crise econômica. Promoções e ofertas sempre ligadas a datas específicas têm grande efetividade.

Vantagens para o Varejo

Criar um canal de comunicação dinâmico entre varejista e consumidor é apenas uma das muitas possibilidades que a ferramenta apresenta. Se o lojista estiver com dificuldades para lançar campanhas devido à falta de tempo, ele pode utilizar o portal do Sav@Price para efetuar criações “just in time”. Caso a interação com os clientes também seja um fator problemático por motivos processuais, o app permite que o contato num ambiente totalmente online sem que haja necessidade de instalações.

Organização e gestão de informações são elementos indispensáveis a qualquer varejista. Outro aspecto do aplicativo é justamente a capacidade de permitir a automação de processos referentes a PDV, controle de estoque e ERP do supermercado com a ajuda de um software. Com o fluxo de dados, documentos e registros em ordem, há sobra de tempo para investir em outras demandas internas – e na captação de novos clientes.

O Sav@price possui um portal na internet e aplicativos para iOS (Apple) e Android (Google). O varejista e/ou consumidor só precisa fazer o download nas lojas Apple Store ou Google Play para começar a receber ofertas. Para saber mais, e entender como ser parceiro da plataforma, acesse .
Website: http://www.savprice.com

Campanha, cursos, ead, educação, empreendedorismo, Internet, marketing, venda

O site Profissão Artesanato lança curso gratuito para ensinar artesãos a venderem seus trabalhos pela internet

O sonho de muitos artesãos é conseguir viver de artesanato. Muitas vezes esse sonho parece inalcançável e inatingível. Pensando nisso, o site Profissão Artesanato está promovendo um curso online gratuito onde os alunos aprenderão a usar o maior site de compra e venda de artesanato do Brasil, o Elo7.

O site Profissão Artesanato lança curso gratuito para ensinar artesãos a venderem seus trabalhos pela internet

Muitos artesãos se perguntam como ganhar dinheiro com artesanato e se é possível viver exclusivamente dele. O que poucos sabem é que o mercado de artesanato cresce cada dia mais e é possível aproveitar esse crescimento de formas bem simples.

O Elo7, maior site de compra e venda de artesanato do Brasil, recebe milhões de visitas mensalmente e movimenta um enorme valor financeiro. Criado em 2008, tem crescido a passos largos e atraído cada vez mais a atenção de artesãos interessados em divulgar seu trabalho. Os números divulgados são fantásticos, a cada segundo são feitas mais de 20 pesquisas internas no Elo7, o que o torna um excelente local para divulgação e venda de artesanato.

Uma das maiores vantagens do Elo7 é que ele inclui os produtos cadastrados em suas campanhas de marketing e remarketing, atraindo assim mais pessoas interessadas, sem precisar gastar com publicidade.

O curso Elo7 Essencial foi idealizado para todos aqueles que sonham em ter o artesanato como sua principal fonte de renda.

O curso ensina desde o cadastro no Elo7, até assuntos mais técnicos como a otimização de conteúdo e técnicas de relacionamento com o cliente, tudo de forma bem didática.

O curso é online e 100% gratuito, não é necessário nenhum tipo conhecimento específico.

Após concluir o curso você poderá criar sua loja facilmente de forma prática e sem segredos, personalizar a aparência da loja deixando-a com a identidade visual do seu negócio. Poderá também cadastrar seus produtos da forma correta alcançando assim mais pessoas. Além disso, durante o curso você aprenderá as melhores estratégias para fazer com que seus produtos tenham destaque e consequentemente você venda mais, e as melhores práticas para atrair novos clientes e manter os que já compraram.

No site Profissão Artesanato você pode ter mais informações sobre o curso.

Website: http://profissaoartesanato.com.br/

Inovação, Internet, Uncategorized

Internet das Coisas é imperativa na Indústria 4.0

Daqui 4 anos são previstos em todo o mundo em torno de 200 bilhões de carros, aplicativos, maquinários e dispositivos realizando operações remotas, monitorando e fazendo a interação entre produtos que se comunicam via internet. Bem-vindo à nova era da indústria conectada!

internet coisas

A estimativa dos institutos de pesquisa é de que a partir de 2020, a Internet das Coisas será o maior mercado de dispositivos do planeta. São previstos, em todo o mundo, em torno de 200 bilhões de carros, aplicativos, maquinários e dispositivos realizando operações remotas, monitorando e fazendo a interação entre produtos conectados à internet.

Essa é a era da Indústria 4.0, que já começou em muitos segmentos, onde os gestores entendem que o importante é ser inovador com sustentabilidade (do planeta e dos negócios), para aumentar a qualidade dos serviços e produtos, ter maior eficiência, conveniência e menores custos de operação. Com o uso de IoT as aplicações são infinitas, porque é uma contribuição vital para empresas e indústrias criarem novos patamares de eficiência.

“Muitas indústrias acabam de entrar nessa nova era de conectividade, por meio de uma infraestrutura robusta, desenhada especificamente para ambientes hostis e pronta para a integração com os equipamentos e soluções de automação”, explica Renato Carneiro, Presidente da 2S Inovações Tecnológicas – uma das pioneiras em projetos IoT no Brasil.

De acordo com o Gartner, em 2020, os investimentos em infraestrutura de IoT serão de US$ 1,53 trilhão no mercado consumidor e US$ 1,47 trilhão no setor corporativo.

Na Indústria 4.0 o caminho é acelerar os ciclos de inovação e otimizar os processos do negócio de forma inteligente. Para ajudar empresas de todos os setores a manter o rumo nessa estrada, a Internet das Coisas tem o papel de condutor ao unir a tecnologia de sensores, conectividade, big data
e analytics.

Por outro lado, tanto na indústria como nas empresas em geral, há uma preocupação constante com a cibersegurança. “Em IoT, você tem que garantir que tudo que está conectado é mesmo real, o que é possível quando criamos uma camada adequada de segurança na solução”, resume Carneiro.

Segundo estimativa da Cisco, dependendo do setor, entre 40% e 50% dos processos manuais de manufatura, transporte, varejo, petróleo e gás, geração de energia e mineração podem ser automatizados com a IoT.

Continue lendo “Internet das Coisas é imperativa na Indústria 4.0”