ead, educação, empreendedorismo

Instituições oferecem cursos gratuitos para empreendedores

Falta de gestão é um dos motivos que mais atrapalham as pequenas empresas. Em partes, os problemas costumam ser causados porque os empreendedores não buscam capacitação específica para lidar com finanças, estoque, equipe e vendas.

photo_7537_20080928
A boa notícia é que hoje é possível encontrar material de graça online para melhorar a gestão da sua empresa. No Sebrae, por exemplo, o empreendedor encontra mais de 150 tipos de cursos e aulas para o negócio.

Confira abaixo essa e outras instituições com cursos gratuitos sobre empreendedorismo e gestão:

1. Sebrae
O Portal de Educação a Distância Sebrae recebeu 45 novas capacitações e oferece agora 150 soluções educacionais entre cursos, oficinas, minicursos, jogos, dicas empresariais e vídeos. Para os interessados em começar um negócio, estão disponíveis 64 opções de cursos. Outras 86 opções são exclusivas para quem já possui Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ).

2. Fundação Getulio Vargas (FGV)
A Fundação Getulio Vargas (FGV) oferece diversos cursos gratuitos por meio de sua plataforma online. As aulas digitais têm temas como Recursos Humanos, Investimentos, Direitos Autorais e Finanças Pessoais. Para se inscrever nos cursos, é preciso apenas fazer um cadastro no site da FGV Online.

3. Universidade de São Paulo (USP)
A Universidade de São Paulo (USP), por meio da plataforma de ensino Veduca, oferece cursos a distância com assuntos relacionados ao empreendedorismo. Todos eles são gratuitos. Entre os temas das aulas estão Gestão de projetos, Fundamentos de Administração e Liderança, Gestão de Pessoas e do Conhecimento para Inovação, entre outros.

4. Endeavor
A Endeavor, organização de fomento ao empreendedorismo, oferece 18 cursos gratuitos e online para quem quer abrir um negócio. As aulas são de especialistas em várias áreas como vendas, inovação, gestão de pessoas, estratégia e marketing.

5. Senai
O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) oferece cursos gratuitos a distância sobre vários temas que ajudam tanto a capacitar a equipe quanto o empreendedor. As aulas estão disponíveis online ou como material impresso. Os cursos abordam temas como empreendedorismo, legislação trabalhista, segurança no trabalho e propriedade intelectual.

6. Unicamp
A Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) criou uma série de cursos online com a plataforma Coursera. Um deles é sobre empreendedorismo. As aulas são dadas por Paulo Lemos, professor do Curso “O Empreendedorismo e as Competências do Empreendedor”. É destinado a empreendedores que já identificaram uma oportunidade de negócio ou para quem quer ter uma visão ampla das competências que o empreendedorismo exige.

Texto originalmente publicado por Revista PEGN

Anúncios
educação, empreendedorismo, evento, Lançamento, Livros, Mkt educacional, Mulheres Empreendedoras

Lançamento da Revista Educacional On-line Educacio

colunistasbrindepublicolilian-e-contadoracontadora

A Revista On-Line Educacional Gênesis nasceu de um sonho da escritora e educadora Lilian Fernandes: transformar o mundo por meio da Educação!

Estive no lançamento na Casa das Rosas no último dia 18 e também tive o prazer de escrever um texto falando um pouco sobre Marketing.

A Revista integra os diversos âmbitos da Educação e traz matérias e conteúdos inovadores, críticos e reflexivos, além de proporcionar aos leitores novas possibilidades de aprendizagens.

Foi uma honra e um grande prazer prestigiar o evento e participar do projeto, juntos conseguimos sim, realizar mais e melhor.

A Educacional Gênesis Editora, responsável pela edição e publicação da revista, tem o compromisso de ser mais sustentável, apostando no crescente mercado editorial on-line.

Lilian Fernandes é uma super querida, empreendedora associada à rede EGSP – Empreendedoras da Grande SP, está totalmente alinhada com o nosso propósito de fomentar o empreendedorismo feminino. Conheci tantas educadoras maravilhosas, tantas pessoas do bem, que não teve como deixar em branco e não vir aqui registrar esse momento.

A cerimônia foi conduzida pela narradora de histórias, Camila Genaro, presidente da Academia Brasileira de Contadores de Histórias, a qual superrecomendo. Maravilhosa!

Lilian Fernandes, CEO da Educacional Gênesis Editora, homenageou aos colunistas e a jornalista e produtora  Dapnhe Andreoni, responsável pelo projeto gráfico e edição, com a entrega de certificados, flores e um brinde. 

 

Conheça a Revista em: http://www.lilianfernandesescritora.com.br/2017/01/24/revista-on-line-educacional-genesis/#sthash.zW09YQ68.dpuf

Contato e patrocínios:
Fone: (11) 4890-2238
Whatsapp: (11) 95735-5561

Campanha, comunicação, comunicadores, educação, marketing, Mkt educacional, Publicidade, venda

Comissão de Educação proíbe publicidade em escolas

escola-ebc-990x707
Img: EBC

A Comissão de Educação da Câmara dos Deputados aprovou o Projeto de Lei 2640/15, do deputado Luciano Ducci (PSB-PR), que proíbe a promoção de qualquer atividade com conteúdo comercial nas escolas públicas e particulares de ensinos fundamental e médio.

 

A vedação vale para publicidade, divulgação de produtos, serviços, marcas ou empresas, independentemente do meio utilizado.

A proposta altera a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB – Lei 9.394/96) na parte que define a finalidade da educação básica.

Vulnerabilidade
Relatora na comissão, a deputada Professora Marcivania (PCdoB-AP) defendeu a aprovação da matéria. Ela destacou que o Código de Defesa do Consumidor, o Código Brasileiro de Autorregulamentação Publicitária (Conar) e o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), entre outras normas, reconhecem a vulnerabilidade da criança diante da propaganda comercial.

“Quando meninos e meninas são expostos a isso nos espaços escolares, os efeitos são ainda mais patentes”, disse a parlamentar.

Tramitação
O projeto, que tramita em caráter conclusivo, ainda será analisado pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ).

Fonte: Agência Câmara
Reportagem: Emanuelle Brasil
Edição: Marcelo Oliveira
educação, empreendedorismo, evento, Lançamento, Livros, Mulheres

Aqui entre nós

convite_face-1-1Amigos e amigas,

domingo agora, dia 08 de janeiro, terei o maior prazer de estar presente em mais um lançamento da querida escritora Téia Camargo. O filho foi batizado de AQUI ENTRE NÓS.

Estar com Téia e com Dra. Fabiana Valera será uma honra e um prazer; deixo aqui o convite para você participar comigo desse delicioso evento na Livraria Argumento do Rio Design.

Compartilho com vocês parte de um bate papo descontraído, coisa que a autora e a Dra. Fabiana sabem muito bem fazer. Vem com a gente, domingo espero você lá!

“- Eu vou lançar um livro com as crônicas que publico toda semana no blog. ”

Era apenas uma frase. Dita em meio a um encontro das colunistas do blogfv.  Poderia ter se perdido entre um café e outro, entre as inúmeras novidades e as risadas sem fim, se não contivesse em si um enorme desejo aliado a uma boa dose de ousadia que lhe permitisse se fortalecer a ponto de transformar-se na obra AQUI ENTRE NÓS, da escritora Téia Camargo.

“Os sonhos existem para tornar nossa vida mais dinâmica, mais excitante e mais vibrante. Ai de nós se não nos fosse permitido sonhar! São eles que nos movem, são eles que nos permitem suportar a mesmice e são eles que nos tornam criativos e invencíveis. ” – Declara a autora às vésperas do lançamento de sua obra.

O livro AQUI ENTRE NÓS é, sem sombra de dúvidas, a perfeita tradução de um desses sonhos.

Nasceu de uma frase, evoluiu da sintonia bem afinada na parceria entre a escritora Téia Camargo e a cirurgiã plástica Fabiana Valera, administradora do blogfv e concretizou-se pelo esforço, persistência e determinação das duas profissionais que juntas, receberão os convidados para uma tarde de autógrafos na livraria Argumento do Shopping Rio Design Barra da Tijuca, a partir das 17h, no dia 8 de janeiro de 2017 (primeiro domingo após o réveillon).

“ Não vejo a hora! ” – Diz a Dra. Fabiana Valera. “Vislumbro essa tarde de autógrafos como um momento de imensa alegria, quando teremos a feliz oportunidade de receber familiares, amigos e leitores do blogfv, alguns dos quais só conhecemos do mundo virtual, para dividirem conosco o prazer de folhearmos as páginas do livro que surgiu de uma conversa despretensiosa entre amigas que vez ou outra se reúnem para um papinho. ”

“Nem tudo é fácil, nem tudo transcorre como um barquinho a vela deslizando num mar de rosas, mas nem por isso devemos deixar de acreditar na nossa capacidade, na nossa sorte e, sobretudo, no nosso sonho. ” Afirma uma sorridente e realizada autora.

“Esperamos por vocês no dia 8 de janeiro, na Livraria Argumento do Rio Design Barra para um abraço, uma taça de vinho e um autógrafo. Venham começar 2017 conosco, com o pé direito e a todo vapor. ” – Complementam Téia Camargo e Fabiana Valera, em conjunto.

 

ead, educação, Ensino Superior, Mercado, Mkt educacional

Ingresso de aluno no ensino superior presencial deve cair 1,9%, diz Semesp

O número de alunos que ingressam no ensino superior privado deve registrar queda este ano na comparação com 2015, de acordo com estimativas do Sindicato das Mantenedoras de Ensino Superior (Semesp). A entidade calcula que o total de alunos novos nos cursos presenciais deve ser 1,9% menor este ano na comparação com 2015, mesmo depois de o ano passado já ter representado uma retração de 8,2%.

A perspectiva do Semesp é de uma retomada apenas em 2017, com o ensino presencial crescendo 1,1% na comparação anual em número de ingressantes, ainda um ritmo considerado muito fraco.

“Esperamos um cenário melhor em 2017, mas sobretudo porque temos uma base de alunos que já foi muito depreciada desde 2015”, comenta o diretor executivo do Semesp, Rodrigo Capelato.

O Índice Semesp de Ingressantes, lançado nesta sexta-feira, 2, em evento do setor, estima a evolução do número de novos alunos com base em elementos macroeconômicos e demográficos. A entidade vai atualizar essas projeções mensalmente.

As estimativas levam em conta um cenário de abertura de novas vagas no programa de financiamentos estudantil, o Fies, levemente melhor que o deste ano. O Semesp prevê para 2017 um montante de cerca de 350 mil novas vagas no Fies ante 325 mil ofertadas este ano, muito embora o setor reclame que nem todas as vagas oferecidas puderam ser preenchidas em 2016 até que fossem feitos ajustes nos critérios de seleção de alunos.

Apesar de a entidade prever que o Fies deva oferecer novas vagas, o setor de ensino superior tem demonstrado preocupações com o programa.

O Fies foi tema de debate entre empresários de grandes universidades que participaram nesta sexta-feira de um almoço de confraternização, promovido pelo Semesp em São Paulo. O sentimento era de preocupação depois que o resultado de uma auditoria do Tribunal de Contas da União apontou que houve “descalabro” na gestão do Fies.

O ministro da Educação, José Mendonça Bezerra Filho, tem pregado uma reformulação do programa capaz de torná-lo mais sustentável. Nesta semana, o ministro afirmou que a proposta de reformulação do programa de financiamento estudantil do governo federal, o Fies, precisará ser concluída até o final do ano ou o primeiro semestre de 2017. Há no setor quem reclame, porém, de falta de diálogo. Empresários não sabem ao certo qual será o novo Fies.

“Fala-se muito em ser sustentável, mas é preciso lembrar que o Fies é uma política pública, não pode ser tratado como um financiamento privado ou então ele perde seu papel”, conclui Capelato.

 

Ensino a Distância

Segmento que não está atrelado ao financiamento e que sofre menos na crise, o ensino a distância tem projeções um pouco mais otimistas.

O Semesp projeta que o número de ingressantes no EAD deva crescer 0,1% este ano e registrar crescimento de 4,2% em 2017.

Para o total de matrículas, incluindo não só calouros mas também alunos veteranos, a expectativa ainda é de queda este ano, de 3,6% no EAD. Ainda assim, o recuo é menor do que os 6,7% de retração esperados no ensino presencial.

Em 2017, o Semesp calcula que o total de matrículas vai aumentar 3,3% no EAD e 0,7% no ensino presencial.

 

Fonte: Estadão Conteúdo

aplicativos, comunicação, educação, geração y, Geração Z, Internet, Mídias Sociais, Mkt educacional, redes socias, Relacionamento

O que fazem os jovens nas horas de descanso?

Filmes, séries e programas de TV são indispensáveis como lazer para 78% dos estudantes

Uma pesquisa realizada pela rede social Passeidireto.com indica que 78% dos 5 mil entrevistados gostam de ficar no sofá e em frente à telinha – seja da TV, computador ou tablet – assistindo séries, filmes e programas preferidos. Outros 65% dos universitários, sendo maioria entre 18 e 24 anos, atualizam a playlist e ouvem música sozinhos, 39% deles preferem sair com os amigos e 32% escolhem viajar.

celular-uso

Quando falamos da telona, 44% curtem ir ao cinema. Tem aqueles que não abandonam os livros nem na hora do descanso e 58% deles preferem ler, enquanto 47% estão ligados no videogame. Como a grana é curta no período de faculdade, somente 19% dos jovens vão a restaurantes e teatro, mesmo com a meia-entrada.

A ideia da pesquisa é entender melhor como os universitários usam o tempo livre e um dado interessante que observamos é que muitos deles continuam conectados. Usam o computador para estudar e seguem na plataforma para refrescar a mente“, declara Daiane Dias, coordenadora de Relacionamento com o Cliente do Passeidireto.com.

Os serviços de lazer
Como o Passeidireto.com percebeu o lazer preferido dos estudantes, a rede resolveu estender a pesquisa e quis saber o quê e como eles assistem.
O computador é o campeão na hora de esquecer os estudos, com 93% dos entrevistados conectados por ele, seguidos de 91% no celular, 66% na televisão e 25% no tablet. A pesquisa aponta que o rádio é importante para 18% de entrevistados na hora do descanso.

Quando o assunto é o uso e a importância dos serviços para o lazer, os aparelhos eletrônicos são indispensáveis para se distrair para 68% dos entrevistados. Os serviços de streaming influenciam 43% dos estudantes contra 25% dos serviços de TV paga.

A programação queridinha está em assistir filmes em geral, com 10%. Entre as séries, Game of Thrones é a mais assistida representada por 6%, tendo Orange is the New Black e Grey”s Anatomy na cola com 5% e 4%, respectivamente.

Para os que usam a internet para programar viagens, 46% entram online e compram passagens e 40% fecham hospedagem; 23% deles usam para conferir promoções e comparar preços.

Apesar dos diversos interesses em descansar na frente de um produto eletrônico, 33% dos participantes confessaram ficar de uma a duas horas por semana dedicando o tempo à principal atividade de lazer, mas 32% se entregaram e disseram ficar mais de seis horas semanais.

A Passeidireto.com é uma rede acadêmica para universitários, que tem como missão conectar alunos e seus conhecimentos. Desde 2012 no ar, o Passeidireto.com já concentra 7 milhões de usuários, está presente em mais de 2,5 mil universidades do Brasil e em 4 anos de existência já recebeu R$ 27,5 milhões em aporte. Por meio da rede, os estudantes podem se conectar uns aos outros, seguir disciplinas específicas, compartilhar materiais de estudo e trocar mensagens. 
Confira todos os detalhes da pesquisa no link: http://www.singcomunica.com.br/passeidireto-com-revela-o-que-os-universitarios-fazem-nas-horas-vagas/

 

educação, Mercado, Moda, Mulheres, Plus Size, PME, varejo, venda

Marcas pequenas de moda plus, crescem na Internet, segundo matéria da Folha de SP

Hoje de madrugada foi divulgada uma matéria no caderno especial da micro, pequena e médias empresas da Folha de SP que resumiu bem o atual cenário do mercado da moda plus size.

Segundo a reportagem, cerca de 60% da população brasileira está acima do peso, de acordo com o IBGE, mas apenas 18% das lojas oferecem opções em tamanhos grandes.

fwps.jpg
Foto – divulgação FWPS – http://fwps.com.br

Essa fatia do mercado movimentou R$1,8 bilhão em 2015, segundo a ABRAVEST (Associação do setor de vestuário). Segundo especialistas, as melhores oportunidades estão nas lojas virtuais, porque a maioria das lojas não está preparada para a venda de números grandes, contratam vendedores não especializados e existe preconceito de certos varejistas, por exemplo, colocam apenas peças de tamanho pequeno na vitrine; já no ambiente virtual a mulher pode facilmente tirar suas medidas e não se sentir constrangida caso a peça não a sirva, isso tudo são características do e-commerce.

 

Segundo o consultor do Sebrae-SP, Bruno Zamith, o maior desafio para empresas deste setor é padronização dos tamanhos, já que no Brasil não há regras para isso.

E sabemos disso, não é mesmo meninas? Quando teremos esta padronização?

A reportagem também abordou os dois grandes eventos já realizados em São Paulo neste ano, o Bazar Pop Plus Size, da Flávia Duarte e o Fashion Weekend Plus Size, da Renata Poskus que mostraram que realmente há muito a ser explorado neste segmento.

Tive a oportunidade de participar do FWPS e fiquei bem impressionada com a qualidade “profissional” das marcas. Elas investiram de maneira especial em seus desfiles e também outro ponto alto foi criatividade das marcas que desfilaram, que não somente adequaram o estilo atual aos tamanhos grandes, como também criaram looks especialmente voltados a esse público.

De lingerie à moda praia, de jeans à vestidos de noiva, o incrível desfile da marca Rainha Nagô, trouxe outra temática no desfile de encerramento: a mulher afrodescendente, explorando a raiz africana em sua estamparia, acessórios e turbantes.

Caminhamos rumo ao fim do preconceito de gênero, raça e tamanho, afinal, #belezanãotemtamanho

Matéria da Folha: http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2016/08/1797027-marcas-pequenas-de-moda-plus-size-crescem-na-internet.shtml