empreendedorismo, varejo, venda

5 Dicas para se tornar um bom Microempreendedor Individual

MEI-1A Receita Federal do Brasil (RFB) divulgou, este ano, o crescimento de adeptos ao MEI (Microempreendedor Individual), que foi 7% maior se comparado aos seis primeiros meses de 2015. Porém, mesmo com esse aumento, as estatísticas do Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (IBPT) mostram que, em média, 26% desses MEIs encerram suas atividades em menos de dois anos. Este dado pode estar relacionado à falta de conhecimento do mercado, de regras e de planejamento de alguns profissionais.

 

 

De acordo com o presidente do Sindicato dos Contadores de Goiás (Sescon Goiás), Francisco Lopes, é preciso estruturar um plano de negócios e conhecer suas obrigações tributárias, entre outras atividades. Por isso, o Sescon Goiás, dá algumas dicas de como se preparar para ser um bom Microempreendedor Individual.

 

Educação financeira

A primeira coisa antes de se cadastrar como MEI é estar em dia com as finanças pessoais. Somente assim é possível separar claramente o caixa da empresa das contas pessoais. Além disso, é preciso pagar até o dia 20 de cada mês o Documento de Arrecadação Simplificada (DAS). Os valores dependem da atividade exercida e oscilam entre R$ 45 e R$ 50.

 

Ser empresário

Após estar sem pendências financeiras, o microempreendedor deve se conscientizar de que agora não é mais um trabalhador comum, mas, sim, um empresário. O profissional deve traçar uma boa estratégia de negócios com planejamento e metas.

 

Entendimento da área

O profissional deve saber de todas suas obrigações financeiras, além de conhecer as diferenças entre faturamento, despesas, investimentos, lucros, demonstrativos de resultados, pró-labore. Dessa forma, é possível concretizar uma estratégia ou um planejamento sem surpresas no orçamento.

 

Riscos

Todo empreendedor corre riscos, a diferença é que alguns estão mais preparados que outros. Em uma época de crise, investir de maneira correta e focada pode ser um diferencial para o negócio. Muitas vezes, é necessário assumir riscos para chegar a bons resultados.

 

Saber a hora da mudança

Quando o MEI começar a obter grandes lucros, pode ser a hora de pensar em se formalizar como microempresa, afinal o faturamento de um microempreendedor individual só pode chegar a R$ 60 mil por ano. Para abrir uma empresa, é preciso ter o controle das finanças altamente apurado, porque a mudança implica mais tributações.

 

É claro que para se tornar um bom empreendedor é preciso muito mais do que isso, é importante também força de vontade, motivação, capacitação e muita pesquisa. Porém, seguindo estas dicas, as chances de se dar bem serão maiores.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s